O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Teresina, PI
Quarta, 21
Novembro de 2018

26/12/2017 - 10h47min

Projeção de IPCA para 2018 cai de 4,00(porcento) para 3,96 (porcento)

Os economistas do mercado financeiro reduziram suas projeções para o IPCA – o índice oficial de preços – para este ano. O Relatório de Mercado Focus, divulgado nesta terça-feira, 26, pelo Banco Central, mostra que a mediana para o IPCA em 2017 foi de 2,83% para 2,78%. Há um mês, estava em 3,06%. Já a projeção para o índice de 2018 passou de 4,00% para 3,96%, ante 4,02% de quatro semanas atrás.

Na prática, as projeções de mercado divulgadas nesta terça-feira indicam que a expectativa é de que a inflação fique levemente abaixo do piso da meta, de 3,0%, em 2017. O centro da meta para este ano e o próximo é de 4,5%, com margem de tolerância de 1,5 ponto porcentual (inflação de 3,0 a 6,0%).Na quinta-feira passada, 21, o Banco Central atualizou, por meio do Relatório Trimestral de Inflação (RTI), suas projeções para o IPCA: 2,8% em 2017, 4,2% em 2018, 4,2% em 2019 e 4,1% em 2020. Esses cálculos do BC levam em conta câmbio e juros variáveis, conforme as projeções do Focus.

Entre as instituições que mais se aproximam do resultado efetivo do IPCA no médio prazo, denominadas Top 5, a mediana das projeções para 2017 no Focus foi de 2,73% para 2,77%. Portanto, essas casas também preveem que o BC não cumprirá a meta, já que a inflação ficará abaixo do piso de 3,0%. Para 2018, a estimativa do Top 5 foi de 3,95% para 3,72%. Quatro semanas atrás, as expectativas eram de 3,10% e 4,00%, respectivamente.

Já a inflação suavizada para os próximos 12 meses foi de 3,91% para 3,86% de uma semana para outra – há um mês, estava em 3,98%.

Entre os índices mensais mais próximos, a estimativa para dezembro de 2017 foi de 0,33% para 0,28%. Um mês antes, estava em 0,44%. No caso de janeiro, a projeção foi de 0,46% para 0,42%, ante 0,50% de quatro semanas antes.

No RTI, o BC também atualizou suas projeções de inflação de curto prazo: +0,29% em dezembro, +0,53% em janeiro e +0,47% em fevereiro.

 revista isto e dinheiro





17/11/2018 - 20h42min
Brasil A volta da fome

17/11/2018 - 20h35min
O regresso de Levy