O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Teresina, PI
Terça, 19
Junho de 2018

26/12/2017 - 19h38min

Dívidas com Detran poderão ser pagas em até 48 meses via Banco do Brasil

Por meio de termo de cooperação técnica assinado, nesta quinta-feira (21), pelo governador Wellington Dias, piauienses correntistas do Banco do Brasil (BB) poderão quitar suas dívidas em tributos com financiamento do banco em até 48 meses. Os usuários poderão ganhar descontos em pagamentos à vista negociando o valor integral com até 59 dias de carência para a primeira parcela.

Também assinado pelo superintendente regional do BB, Pio Gomes, e pelo diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Arão Martins, o benefício vai ser voltado, principalmente para dívidas com tributos de trânsito, como multas, emplacamento, e demais taxas de regularização.

O governador Wellington Dias acredita que a medida facilita a vida dos usuários dos serviços públicos do estado do Piauí.” Alguém tem que pagar o IPVA, ou uma multa de trânsito ou alguma regularização, receber descontos e ainda poder parcelar a dívida. É um objetivo importante, facilitar a vida, permitir vantagens para relações de serviços em áreas do Estado”, destacou Dias.

Pelo acordo feito pela cooperação, o banco antecipa o pagamento, o que também auxilia nas contas públicas. “O Estado tem a vantagem de receber integralmente o valor da taxa e do tributo e o usuário tem a possibilidade de parcelar o pagamento. E isso é um facilitador para a regularização dos veículos, das taxas, de tudo o que está agregado ao licenciamento do veículo”, revelou o diretor-geral do Detran.

O contribuinte vai poder fazer a negociação parcelada da dívida no próprio celular, através do aplicativo do Banco do Brasil. A negociação também poderá ser feita através de terminais de autoatendimento do banco. “O contribuinte tem, por exemplo, o emplacamento do veículo e naquele momento ele não está com o valor ou com o valor total, o banco financia com o Detran”, garante o superintendente do BB.

Fonte: CcoM