Jogo Aberto - Noticias - Metrô de Teresina contará com três VLTs e transportará 1.800 passageiros por viagem

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Teresina, PI
Sexta, 17
Agosto de 2018

04/06/2018 - 13h40min

Metrô de Teresina contará com três VLTs e transportará 1.800 passageiros por viagem

Viagem inaugural do primeiro VLT do Metrô de Teresina (Francisco Leal)
O governador Wellington Dias, acompanhado do secretário de Estado dos Transportes, Guilhermano Pires; e do diretor presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP), Antônio Luiz Sobral, realizou, nesta segunda-feira (04), a viagem inaugural do primeiro Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) do Metrô de Teresina. O embarque foi no Terminal Itararé, no bairro Dirceu Arcoverde II, e o desembarque ocorreu na Estação Engenheiro Alberto Silva, em frente ao Troca-Troca, no Centro da capital.
Para o chefe do Executivo estadual, a data representa um marco na modernização do transporte metroviário de Teresina. “Nosso objetivo é investir na modernização da mobilidade urbana da capital. Esse foi um dos primeiros passos para que nossa população tenha mais conforto e rapidez. É um transporte capaz de levar até 600 passageiros. A melhoria do metrô, somado à modernização de ruas, avenidas e pontes, permite que os usuários do transporte público da capital tenham mais conforto e melhor custo benefício”, destaca Wellington.
De acordo com o cronograma, até o mês de setembro o Metrô de Teresina contará com mais dois VLTs em pleno funcionamento, totalizando três veículos, com capacidade total para transportar até 1.800 passageiros por viagem. Os veículos estão sendo fabricados pela empresa Bom Sinal, localizada na cidade de Barbalha, região metropolitana do Cariri, no estado do Ceará.
“Até 10 de junho, deve chegar o segundo VLT; e até setembro, o terceiro já estará na capital para se somar aos outros dois. A partir disso, os trens antigos sairão de atividade. Já estamos trabalhando para o próximo ano realizar a duplicação do trilho, revitalização e reforma das estações”, garantiu Guilhermano Pires. O primeiro VLT chegou a Teresina no dia 13 de maio.
Para o presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP), o primeiro VLT simboliza um processo de desenvolvimento que já começou, e é irreversível. “Além dos VLTs que já foram adquiridos, vamos ainda realizar reformas e melhorias na estrutura metroviária, o que vai garantir o sucesso dessa modernização. É um processo irreversível e que só proporciona melhorias para a população”, disse Antônio Luiz Sobral.
Modernização
Na primeira etapa das obras de modernização do metrô, serão investidos R$ 228 milhões, sendo R$ 46,50 milhões para a fabricação dos três primeiros VLTs. Nesta fase, deve ser iniciado o processo de modernização do sistema, com a reforma de toda a linha e de quatro estações (Matinha, Ilhotas, Renascença e Itararé), duplicação da linha existente entre as estações Matinha e Ilhotas, mais a construção de um Centro de Controle Operacional.
Na segunda etapa do projeto, que deve contar com recursos provenientes de operação de crédito ou recursos da OGU, vão ser adquiridos mais três VLTs, totalizando seis veículos. Também deve ser duplicado o restante da linha férrea, reformadas mais cinco estações (Frei Serafim, Piçarra, Boa Esperança, Parque Ideal, Dirceu II) e construídas duas novas estações, uma no bairro São João e outra no Mafuá, além de uma nova ponte ferroviária sobre o Rio Poti.
Autoria: Aline Medeiros e Marina Ribeiro
 






16/08/2018 - 08h12min
O Brasil conspira contra o Brasil