O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Teresina, PI
Terça, 18
Junho de 2019

29/03/2019 - 11h20min

Governadores da Amazônia Legal discutem desenvolvimento sustentável para regiões norte e nordeste

Fórum de Governadores da Amazônia Legal (Alexandra Vieira)

Para discutir projetos, integração, desenvolvimento sustentável e fortalecimento regional, o governador Wellington Dias participou, nessa quinta-feira (28), do 17º Fórum de Governadores da Amazônia Legal realizado em Macapá. O momento reuniu gestores dos Estados de Rondônia, Amapá, Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Tocantins, Roraima e Pará. A regulamentação do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável da Amazônia Legal também foi o centro de debates do fórum.

Wellington agradeceu a oportunidade de participar do encontro e reafirmou a importância da união das duas regiões para os mesmos propósitos. “Agradeço a acolhida dos governadores e vice-governadores da Amazônia e pela oportunidade de tratarmos da pauta comum e que pode se tornar realidade para as duas regiões do Brasil. Esta é uma proposta do nordeste, é possível, com maturidade, acima da posição política focar exclusivamente nos interesses dos nossos estados e do nosso povo”, garantiu Dias.

O chefe do Executivo piauiense se colocou à disposição para as próximas discussões. “Reafirmo o convite do nordeste para uma reunião conjunta das duas regiões e por decisão de vocês pode ser em um dos estados da Amazônia ou em um dos estados do nordeste. Se a opção for da reunião no nordeste, será um prazer recebê-los no Piauí", afirmou o governador.

 

O Fórum de Governadores da Amazônia Legal foi criado em 2008, com o objetivo de levantar propostas comuns de desenvolvimento sustentável, que possam ser implementadas pelos nove estados que compõem a região: Amapá, Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Rondônia, Roraima, Pará e Tocantins.

São criadas câmaras setoriais para se discutir os temas e, ao final de cada encontro, os governadores elaboram uma carta contendo as principais demandas comuns a todos os estados, a fim de que as reivindicações sejam evidenciadas à sociedade civil e poderes constituídos.
Ccom